terça-feira, 14 de setembro de 2010

do seu jeito

I said I love you and that's forever
And this I promise from the heart
I could not love you any better
I love you just the way you are.
Just the way you are - Billy Joel
na voz de Diana Krall



opções é que não me faltam. eu poderia me derreter pelo colega de sala, dedicado e atencioso. poderia me render ao fogo daquele ex-peguete bem dotado, safado, cafajeste - o tipo certo de cara errado. ou poderia me sentir segura ao lado daquele homem mais velho, já formado, bem empregado e compromissado - o genro que toda mãe sonha em ter.
poderia ter me encantado com o jeito com que ele abre a porta do carro. poderia me apaixonar devagar, dia após dia, com as mensagens recebidas no celular antes mesmo de acordar agradecendo por eu estar ao seu lado. poderia me derreter vendo sua preocupação com a saúde da minha mãe e a solidariedade com a saudade que sinto da minha vó.
mas não me peça para responder o motivo pelo qual nada disso me toca. nunca foi tão importante. eu, talvez tola, me apeguei ao seu jeito largado de ser. me acostumei a saber que você não vai me ligar todos os dias pra saber se eu cheguei bem em casa. vai me ligar quando sentir vontade e só. eu, apaixonada, aceito que você não se preocupe tanto com o meu nervosismo pré-concurso e prefira que eu não começe a chorar repentinamente. entendo que você não consegue entender esse meu lado tão frágil e exija de mim uma força que não sei mais de onde tirar.
eu tive diversas opções. variações da mesma espécia bateram na minha porta pedindo pra fazer parte da minha vida. até eu compreendo que haviam escolhas melhores a serem feitas. mas infelizmente, não se escolhe amar. não é assim. não dá pra calcular os prós e os contras. quando se dá conta, já é tarde.
esqueci todas as desvantagens e me apaixonei pelo seu jeito sossegado. pelos seus braços que me enlaçam sem deixar espaço pra mais nada. me entreguei ao convite do seu corpo na minha cama pra não fazer nada o dia inteiro além de olhar você. me rendi ao cheiro da sua roupa e quis me misturar na sua pele. quis cantar todas as canções pra você dançar ao som da sua música mesmo sem ser bailarina.
e hoje eu sei que o homem que eu amo é cheio de defeitos. mas que mesmo esses defeitos eu aprendi a amar. e que não sei mais viver sem cada um deles, pois é disso que ele é feito. e assim, eu aceito você. aceito você não gostar do Corinthians, aceito você fazer brincadeira com tudo (até com o que não deve), aceito você não ter a iniciativa que eu gostaria que tivesse, aceito ter que puxar sua orelha mesmo sabendo que você não gosta tanto, aceito saber que você não vai mudar. e quero mesmo qua não mude nunca, porque não quero nunca mais deixar de te amar.

7 comentários:

Déia disse...

Quando o amor chega de verdade...aceitamos o outro com tudo, de bom e ruim q tem a oferecer, né? rs

lá se vão os valores rígidos rsrsrs

bj

Nathy disse...

Isso sim é o amor de verdade! Lindo seu texto!!!

Gabriela Furtado disse...

É engraçado como as vezes conseguimos nos apaixonar por taõ pequenas grandes coisas...
adoorei:***

Luna Sanchez disse...

Que post lindo!

Também fiz uma escolha, fiquei com a opção que, entre tantas, foi a que me atraiu e me ganhou de verdade, e nada me fará pensar que foi uma escolha equivocada porque o que tenho nessa relação só teria nela.

Fiquei sensibilizada, Carolzinha...de verdade.

Beijo, beijo.

ℓυηα

Michele disse...

Carolzinha, isso é que é amor de verdade! Aceitar o outro e até mesmo aprender com suas diferenças, ao invés de impor condições! :)

(Como pode ele não gostar do Timão? :P)


Beijos, querida!

Alexandre Fernandes disse...

Amor de verdade é isso, que não se submete, mas aceita. Amor de verdade compreende, respeita as limitações do outro, porque amar, é na verdade gostar de tudo o que faz alguém completo, com os defeitos e tudo mais.

Só se ama por completo assim, verdadeiramente.

Que amor lindo Carol.

Fiquei encantado ao ler isso. É amor pulsante...

Beijocas.

Ju Fuzetto disse...

Quem ama aceita.

Essa capacidade de querer e estar é tão leve que transborda. Ama-se por inteiro. Os defeitos são apenas um complemento de uma história sem fim. Amar é doar-se por inteiro.

Adorei. um beijo linda flor