quarta-feira, 29 de setembro de 2010

dezesseis anos de amizade - capítulo 2

nem tudo que a gente planeja dá certo, né? ainda mais quando se começa a combinar uma coisa com uma semana de antecedência. várias coisas deram errado. mas nenhuma delas nos impediram de fazer o tãããão esperado encontro.
primeiro, a menina que ia ceder o quintal pro churrasco brigou com a irmã. daí o clima ficou ruim na casa dela e achamos melhor não ir pra lá. depois, eu tive uma cólica de rins na madrugada de sexta. estou com suspeita de cálculo renal. portanto, cerveja proibida e, consequentemente, menos besteira pra gente falar.
mas acabamos indo pra um buteco que há muito tempo não íamos e que tem um tira-gosto ótimo! lá, eu esqueci a cólica e as possíveis pedrinhas nos meus rins, encarnei a falta de juízo e tomei uns goles de Antártica Original (minha preferida).
rimos muito, contamos casos novos, relembramos os antigos e no fim da tarde descobrimos que não mudamos nada. continuamos as mesmas. com manias e jeitinhos de dezesseis anos atrás. a Eliana continua escandalosa, falante, engraçada e com aquele jeito forte, mulherão. a Natália, continua calada, às vezes crítica, um pouco irônica, inteligente, com sua personalidade forte e misteriosa. a Monique, com a mesma inocência que se mistura entre o engraçado e o encantador; compreensiva até não caber mais onde, uma alma linda, um coração sem medidas. e eu? ah, sei lá! acho que eu continuo sonhadora, boba, brincalhona e amando um tanto cada uma delas!
não ficamos só no besteirol. falamos de trabalho, de planos para o futuro. agora um pouco mais pé no chão. podemos ver em cada uma aquela ponta de maturidade da qual sempre falo por aqui. uma disputando com a outra, discretamente, qual será a primeira a se casar.
segredos rolaram suavemente sobre a mesa. demonstrações de carinho. palavras de saudade. promessas sinceras de nunca mudar nada, de nunca deixar que o tempo ou a estrada nos distancie.
enfim, foi um dia especial. como sempre são os dias em que estamos próximas. mais uma data que ficará na memória de cada uma de nós. mais histórias pra contar!
infelizmente eu acabei esquecendo de levar minha câmera. tiramos algumas fotos com outra câmera, mas ainda não pude pegar.
vou ficar devendo a foto. :(
mas é claro que essa história não termina aqui...
espero que o próximo capítula seja escrito em breve!

3 comentários:

marcosvrodrigues disse...

Pois é, por mais que o tempo passe, os amigos sempre continuam os mesmos...
Abraço.

Nathy disse...

A descrição sobre a Natália, até parece minha. Vai ver é mal de Nathalia, ser quieta e critica...kkkk.

É sempre muito bom ter as amigas por perto! Tudo de bom mesmo!

Luna Sanchez disse...

Lindo, Carol! Quase pude ver aquele momento em que fica o silêncio e os olhares emocionados dizem tudo. =)

Beijo, beijo.

ℓυηα