terça-feira, 22 de maio de 2012

"E eu que já não sou assim, muito de ganhar..."



Ontem eu tive sorte, ganhei! Ganhei uma noite especial. Ganhei mais alguns daqueles momentos que a gente guarda dentro de uma caixinha, lá no fundo da nossa memória. Aquela caixinha onde estão as coisas mais lindas que me aconteceram nessa vida.

Eu sabia que eu ia amar. Sabia que eu ia sorrir, pular, gritar. Tinha certeza que me emocionaria. Mas mesmo assim, foi melhor do que eu poderia imaginar. Foi lindo, lindo, lindo! Não adianta eu ficar aqui tentando buscar palavras bonitas pra descrever a emoção e a alegria em vê-los no palco mais uma vez, depois de 6 anos. Não adianta, não vou conseguir.

Durante o show, Marcelo Camelo nos agradeceu pela presença. Eu pensei: nós é que temos que agradecer a vocês! Só quem estava lá vai entender o que estou falando. A energia daquele show foi uma coisa surreal.
Agora eu fico aqui suspirando e lembrando de cada passinho do Amarante, das imagens lindas no painel no fundo do palco, da galera indo à loucura, do sorriso lindo de satisfação no rosto do Barba enquanto ouço as canções mais lindas do mundo e espero ansiosa pelo próximo encontro.

Ouvi dizerem por aí que os fãs do Los Hermanos são os segundos mais chatos do mundo, perdendo apenas para os do Chico Buarque. Eu não entendo muito disso. Mas o que eu vi foi uma galera que cantou muito e em plena segunda-feira lotou o Chevrolet Hall em Belo Horizonte. Se somos chatos? Não sei, podemos até ser. Mas de uma coisa tenho certeza, a despeito do que dizem, somos muito FELIZES!


3 comentários:

Nara disse...

São os fãs que mais cantam também, né? E alto! Até os tantantans das músicas!

Foi maravilhoso MESMO!
Saudade eterna desse dia!

Jaya Magalhães disse...

Ah, neguinha! Fui no começo de maio, em Salvador e senti igual, ou pelo menos parecido. Acredito que uma característica dos fãs do Los Hermanos é a mesma em todo canto: nós quem fazemos o show. A gente canta até o último acorde soar. A gente se encanta. Vira tudo uma coisa só.

Em 2010 eu pirei de emoção. Esse ano eu curti, e agora vou dar meu tempo porque tô enjoando de novo. Ou volta de vez, ou para de fazer a gente de besta com essas turnês que surgem do nada. Porque, olha, me sinto uma boba com essa situação. HAHAHA E vou atrás de coisas repetidas porque sou fã. E louca.

Essa questão sobre os fãs eu acho muito natural. A gente faz parte de um grupo que é tão afim, sabe? Quem tá de fora nunca entende, por isso acha chato. E quem liga?

Cá,

Tô tentando voltar a escrever. Voltar a ser assídua na leitura dos que quero bem. Não me perco daqui, tá?

Cheiro.

Carolina disse...

Eu também enjoo de vez em quando, Jaya. Mas de repente a gente se lembra assim, naturalmente, do quanto é lindo.

Ai, que notícia boa!!! Eu tenho escrito bem mais no Meninas Improváveis do que aqui. Mas eu fico muito feliz que vc volte a escrever, porque assim você colore os nossos dias, vc sabe.

Beijo!