sexta-feira, 22 de abril de 2011

Noites de 5ª - Capítulo IV - O PM

"Todo dia de manhã é nostalgia das besteiras que fizemos ontem"
Fernando Anitelli


Cheguei em casa com pressa. Arranquei a roupa e corri pro banho. Pensei em desistir. Inventaria uma desculpa. Desligaria o celular. Diria a verdade. Diria que era uma loucura, que eu estava com medo, que eu não queria. Mas eu queria. Queria muito. Vesti a calcinha que ele iria rasgar. Passei o perfume que ele iria cheirar. Arrumei o cabelo que eu queria que ele puxasse e me segurasse como uma fêmea faminta. Olhei no espelho meu corpo nu, pedindo pelas mãos que eu ainda não conhecia.

O celular tocou e eu conversei com calma. Tentei demonstrar uma naturalidade suave na minha voz. Eu queria enlouquecê-lo, mesmo sem saber como era ele louco. Calcei as sandálias de salto e saí com a pressa de quem queria que tudo acabasse logo. Com a ansiedade de voltar pra casa ainda viva.

Quando cheguei e fui ao seu encontro, imaginei ele olhando meu corpo e se excitando com meu olhar tímido. Não quis pensar se eu tinha gostado ou não de como ele era. Não quis reparar em detalhes. Não quis guardar seus traços. Nem quis olhar em seus olhos. Me beijou e eu fui ficando menos trêmula, levemente tonta, senti meu corpo mais inclinado para o seu. Senti a arma na sua cintura. Me excitei. Imaginei ele a segurando no meu pescoço e me mandando abrir as pernas.

Poucos minutos depois eu estava na cama com ele. Confundindo seu cheiro com o meu. Conhecendo aquele corpo de um desconhecido. Excitada com o perigo de não chegar mais em casa. Olhava pra arma na cabeceira da cama e me segurava pra não delirar. Sentia sua força me puxando pelos cabelos e devorando meu corpo. Queria que ele abusasse de mim inteira. Que me mandasse fazer qualquer coisa. Queria me sentir usada por ele. E foi quando ele me encostou na parede e me pegou por trás que eu derreti. Meu corpo todo arrepiado e eu senti escorrer pelas coxas a delícia daquela noite.

3 comentários:

Amanda Raviny disse...

Essa narração me lembra bem um livro que já li - ''cem escovadas antes de ir para a cama.'' Pode até ser um trecho desse livro, não sei, mas é muito bom.
Beijos.

@leemdamaris disse...

oooi =)
eu to mandando esse spam como to mandando pra todos, eu to sem seguidores e leitores ;S
haquearam meu outro blog, raiva perdi todos os meus contatos queria sua ajuda, so comentando no meu blog e me seguindo !
desculpa pelo spam !
beeeijos ;*

Dai disse...

Menina,

que fôlego. Que beleza. Muita gente pensa nisso, sonha com isso.

=*