segunda-feira, 14 de março de 2011

multiplicam-se

os números. eles, que me olham com essas caras redondas e me confundem. eles, que sempre fizeram bagunça na minha cabeça e terror nos meus extratos bancários.
agora eles são minha rotina - palavra maldita!
estão nas dotações orçamentárias, nas fichas, nos programas, nos itens de despesa, nos valores das cotas base e adicional. estimativo, ordinário ou glogal. ordinários! malditos!
me perseguem, esses injustos. todos sempre tão certinhos. uma troca infeliz entre eles pode causar uma confusão maior ainda na minha cabeça.
eu aqui, cercada por todos eles. preenchendo formulários infinitos. somando, multiplicando, subtraindo, dividindo. me canso.
e só penso numa fuga louca para as palavras, pra poder brincar entre letras e ser feliz juntando sílabas.

5 comentários:

Michele disse...

Ai, Carol... sempre fugi deles também! Pra mim, não há nada pior que as Exatas! Me perco mesmo!

Um beijo, e sorte!
:)

Nathy disse...

Ah, também nunca foi minha área não...rs

Luna Sanchez disse...

Também prefiro as palavras, Carolzinha, mas os números são um mal necessário.

;)

Beijos, querida!

Paulinha disse...

Oi, Carol! Putz, tô sumida mesmo =//
Mas então, eu detesto tudo que tem um resultado exato, a vida não é exata!

Beeijos ;*

Elaine disse...

Oi Carol, outro dia estive aqui e deixei um comentário neste post mas não foi... Enfim, voltei hj para parabenizá-la. Como é que vc não falou nada por aqui?! rsrs
Felicidades mil, menina! E realmente poucas coisas se comparam ao deleite com as palavras!
Abraço. Viva o seu dia e muitos mais...