segunda-feira, 22 de março de 2010

Tá sendo difícil escrever ultimamente. Parece que perdi alguma coisa que eu tinha antes, só que ainda não sei o que é, então, fica complicado procurar.
Não sei se foi por causa da rotina pesada, que me deixou mais amarga. Talvez. Ando um pouco sem paciência pras pessoas. Só tenho ouvido as que eu amo de verdade e quero muito bem. Tenho medo de ficar assim. Isso não me pertence!
Mas também tinha o concurso e, com ele, as dores de cabeça incessantes. Desconfiei da volta das enxaquecas que tinha na infância. Espero que não voltem mais.
E nisso tudo, esse monte de coisas duras, chatas, intransponíveis e totalmente novas, só tinha ele. Ele não é novo, não é chato. Ele é o meu amor, e pronto. Nem preciso dizer mais nada.
Aí eu resolvi relaxar um pouco, antes da prova. Parei de estudar freneticamente e fiquei uma tarde inteira por conta de ver lojas da internet: de roupa, de informática, de sapatos, de móveis e eletrodomésticos. Conheci a coleção de inverno da Hering e me apaixonei. Quero tudo pra mim!
E aí, conheci blogs lindos. Entre eles, o da Luna Sanchez, (linkada ao lado) que me deixou babando. Fiquei viciada e consegui me esquecer de todas aquelas regras chatas que estão na Constituição de 88 e que estavam já me deixando maluca.
Ainda bem que eu não fiz Direito. Acho que eu seria boa, mas seria chata. Muito mais do que eu já sou.
Agora, que já passou o concurso e está tudo nas mãos do destino, eu vou voltar pra minha História e me divertir (ou não) com a faculdade e os textos malucos de Teoria e de Brasil Contemporâneo. Mereço um tempo de vida normal até a próxima semana, quando começarei a rotina do próximo concurso.
Estou determinada, esse ano eu passo em alguma coisa. Nem que seja da Prefeitura de BH, que oferece um salário furreca, que, infelizmente não vai me dar a coleção inteira de inverno da Hering, mas... quem sabe pelo menos algumas camisetas e um jeans?
Descobri nesse tempo, que tenho amigos importantes. Que existem pessoas maravilhosas no mundo. Uma delas, é a Paulinha. Vou contar pra vocês sobre ela no próximo post.

E me desejem boa sorte! O gabarito sai amanhã.

Beijos!
=)

7 comentários:

Jaya Magalhães disse...

Então deixa eu desejar sorte, logo. Porque concurso hoje em dia é um absurdo. Ser concurseira, hoje em dia, é profissão. [Pelo menos até que se passe, né?]. Muita gente não entende, eu vivo. A concorrência louca, as vagas escassas, o suor por um cadastro de reserva. Concurseiro não descansa, não tem feriado, não tem fim de semana. Tem o emocional lascado. [Algo a ser trabalhado]. Tem rotina. Tem do estudo um hábito, feito comer e dormir. Sabe? São coisas que tenho aprendido. Desejo que você aprenda também. Determinação é o passo principal, mas não é essencial. Vamos nessa, Cá! Mamar nas tetas do governo é meu maior desejo atual! [Huahuahuaua, tô ficando neuróticaaaaa!].

No mais, o resto é fase. Eu ando sem paciência e morta de preguiça de pessoas. Só falo o essencial. Sobre a escrita, é um vai e vem infinito. Daqui a pouco você volta a escrever toda hora.

Que mais? Amor você tem. Então isso ameniza todo o resto.

Um beijo, boa sorte. Dinheiro. Coleções de inverno completas. Palavras. E paz.

Atés.

P.S.: Você não seria chata se fizesse Direito. Eu sou tão legal, cara! Haha. [Mentira, néam?].

Luna Sanchez disse...

Sorte, sorte, sorte. Fé e força, também. Te desejo tudo isso, que não sou de economizar em pensamentos e sentimentos bons, e sei que tu também não é, Carol, a julgar pela doçura dos comentários, lá no blog e da citação, aqui no post.

Eu acho que o correto é respeitar essas fases de introspecção, e não forçar nada. As coisas vão entrar no eixo, é só questão de tempo.

Beijo, flor. Dá notícias, tá?

ℓυηα

Michele disse...

Carol, às vezes só o que precisamos é de um day-off, ou minutos fora do ar mesmo par esfriar a cabeça!

Com certeza a falta de inspiração vem da cabeça cheia! Citei em algum blog há pouco, que Walcyr Carrasco diz que para escrever é preciso esvaziar a mente. A pura verdade, não? Logo tudo passa e as coisas se tranquilizam por aí! Enquanto isso, boa sorte! :)

Quero tantas coisas da Hering!



Um beijo, queridona!

Alexandre Fernandes disse...

Essa correria frenética de concursos enlouquece. Parece que ficamos em êxtase total com tanta coisa para estudar. É muito alucinante. A gente parece robô. Precisamos ter os momentos relax, para sorrirmos de novo. É bom descansar, dar um time e respirar mais um pouco.

Esses dias também fiz um concurso, mas estudei mais relaxado. É claro que tem gente que passa meses, quiçá anos estudando e vive só disso. Chega a ser uma coisa automática, mecânica. As pessoas aprendem a fazer provas. Mas conhecimento mesmo não sei rs

E a falta de inspiração sempre ocorre mesmo .
É fase. Ela sempre volta.

=)

Beijo querida.

Paulinha disse...

Entendo perfeitamente tudo q vc disse, a falta de criatividade pra escrever, já pensei até em abandonar o blog =/, estudar pra concursos, andar sem paciencia com as pessoas, e qt ao curso de Direito, não sei se vc seria chata, mas o curso é mt chato.. hahaha


Entãao, nãp lhe desejarei mais sorte, pq pela data do post o resultado já saiu, só me informe se deu certo e como diz a Jaya, o mais importante vc já tem, amor!

Michele disse...

É um aprendizado sim, Carol!
Confiar nos traz tranquilidade! É tudo o que eu estava precisando depois do meu Dezembro!

Um beijo!

Luna Sanchez disse...

Oi, Carolzita!

Passei pra saber como vão as coisas e deixar beijinhos, pra ti. ^^

ℓυηα